Por Dilma, Gleisi faz barraco no Senado e processo de decoro pode ser aberto

gleisi_histerica

O Senado começou nesta quinta-feira durante início do julgamento da quase ex-“presidenta” Dilma Rousseff (PT-PR). Para envergonhar os paranaenses que a elegeram em 2010, Gleisi Hoffmann promoveu um dos maiores barracos e descompostura vistos no Congresso Nacional nos últimos tempos.

A sessão, presidida pelo ministro do STF, Ricardo Lewandowski, assistiu aos gritos da senadora como “qual é a moral que os senadores aqui têm de julgar a presidenta da República?”, elevando o tom de voz a níveis de histerismo.

Durante a gritaria, Gleisi mirou ataques ao senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), acusando de ser responsável por trabalho escravo em suas fazendas. “Eu não sou assaltante de aposentado”, respondeu o senador Ronaldo Caiado se referindo ao marido de Gleisi, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo.

Pode ser tornar ré

O nervosismo e histerismo de Gleisi têm motivo. E não é Dilma Rousseff. No próximo dia 30 de agosto, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) irá julgar a denúncia apresentada em maio contra a senadora e o marido dela Paulo Bernardo na Operação Lava Jato.

Na sessão, os cinco ministros do colegiado — Teori Zavascki (relator), Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Cármen Lúcia e Celso de Mello –deverão decidir se aceitam ou não a denúncia. Se aceitarem, a senadora e os ex-ministros se tornarão réus no caso.

Paulo Bernardo recentemente foi preso pela Operação Custo Brasil – aquela que investiga desvios de dinheiro da previdência dos funcionários públicos federais. Bernardo foi solto por decisão favorável de um habeas corpus impetrado no STF, concedido pelo suspeito ministro Dias Toffoli, advogado do PT e de Lula em campanhas passadas.

O vídeo da confusão pode ser conferido abaixo:

Bloqueiro Gilmar Lisboa acusado de roubo é localizado em Curitiba

gilmar_lisboa_2
Na foto acima a capa do blog de Gilmar Lisboa e abaixo o perfil no Facebook
O jornalista Gilmar Lisboa, acusado de roubo no Mato Grosso do Sul, está escondido em Curitiba sem abandonar a prática de crimes. Ele chegou a capital paranaense há 3 anos para se esconder de oficiais de justiça e para não ver o sol nascer quadrado.
Começou a escrever um blog conhecido como Cia & Política. Tentou arrochar alguns membros do parlamento curitibano para pagar o aluguel de uma pensão na região do Terminal Guadalupe.
Ao ser flagrado por câmeras de segurança furtando um celular em um gabinete, caiu em desgraça, e foi proibido de frequentar a casa legislativa municipal. Antes disso, ele havia sido acusado de roubar um celular de dentro de um carro.
 Conheça melhor  os blogs do misterioso e perigoso Gilmar Lisboa: 

http://gilmar-lisboa.blogspot.com.br/

https://gilmarlisboa.wordpress.com/author/gilmarlisboa/

Blog petista cita curitibanos Carla Pimentel e Tiago Gevert no escândalo sexual de Feliciano

patricia_lelis_carla

O blog petista Terra Sem Males publicou matéria sobre o escândalo sexual envolvendo o deputado Federal Pastor Marco Feliciano (PSC) e a jornalista Patricia Lélis, de 22 anos. Na matéria, cita a vereadora curitibana Carla Pimentel, do mesmo partido do deputado. Abaixo abaixo na íntegra:

Por Manoel Ramires, Terra Sem Males

O caso de estupro envolvendo o deputado federal Marco Feliciano (PSC) e uma menina de Brasília pode repercutir em Curitiba. Mais exatamente na Câmara Municipal. Em vídeo publicado no Youtube pela Coluna Esplanada, Patrícia Lélis cita a vereadora Carla Pimentel, do mesmo partido de Feliciano.

carla_terra_sem_males
Print da matéria no blog petista “Terra Sem Males” 

“Esse menino Tiago [Gevert, vereador em Curitiba] nunca mais falou comigo. E assim, eu vou falar uma coisa pro senhor, de coração, eu não sou uma pessoa maldosa, mas eu já tenho até o telefone da Carla Pimentel, porque se esse negócio explodir, essa mulher vai junto comigo. (…) Carla Pimentel, que é vereadora em Curitiba”, falou a moça, conforme áudio aos 21m45s.

Confira o áudio entre Patrícia e o assessor de Feliciano, Talma Bauer:

A conversa de Patrícia Lelis, que gravou vídeo posteriormente desmentindo a versão do blog “Coluna da Esplanada”, seria com Talma Bauer, assessor de Feliciano. Por outro lado, a coluna ainda reforça a notícia de estupro e, posteriormente, de chantagem para que a moça retirasse a acusação. Segundo o repórter Leandro Mazzini, a mãe da moça “confirmou que flagrou a filha machucada à ocasião do dia da suposta agressão. Para instigar ainda mais o caso, a mãe da garota confidenciou que ela ligou de São Paulo e pediu uma conta para um depósito, mas que fosse no CNPJ’, e que não tivesse rastros de ligação com ela”, revela o blog.

Vereadora

O Terra Sem Males procurou a vereadora e aguarda sua versão sobre os fatos.

Link: www.terrasemmales.com.br/vereadora-de-curitiba-e-citada-em-escandalo-que-envolve-o-pastor-marcos-feliciano/

Do Irritante:

Pelo jeito a Olimpíada das evangélicas recatadas de rabicho ardente está pegando fogo para a conquista da medalha de ouro na Prova da Alcova.

Jonny Stica, vereador mordedor do urbanismo curitibano

stica+fruet_irritante

O ex-vereador petista Jonny Stica, hoje no PDT, gosta de zombar do eleitor de Curitiba. Ele não atua para defender os interesses da população. Apenas os próprios. Formado em arquitetura, com o advento da era PT ele acabou se tornando um dos grandes empreiteiros da cidade. Com um diferencial. Ele ajuda aprovar projetos na prefeitura. Com uma ajudassinha financeira para embalar a campanha dele neste ano pelo PDT. Como membro da Comissão de Urbanismo da Câmara Municipal de Curitiba e defensor do prefeito Gustavo Fruet, Stica abre portas e as fecha quando o capilé prometido não pinga.

Revelado: Fruet gastou em 2015, R$ 18 milhões em propaganda

fruet_propaganda

Do Fábio Campana

Dois meses depois, o prefeito Gustavo Fruet (PDT) respondeu à Câmara de Vereadores, sobre os gastos com publicidade. O pedido foi protocolado no dia 23 de maio e a resposta fio recebida no dia 29 de julho. No total, segundo o legislativo, Fruet gastou R$ 18 milhões com quatro agências que atendem as contas da prefeitura: R$ 7,7 milhões (Master), R$ 5,7 milhões (Competence), R$ 2,4 milhões (Verbal Comunicação) e R$ 2,2 milhões (Gás Comunicação).

Com a dinheirama da propaganda, Fruet poderia construir 14 creches ou 18 postos de saúde ou ainda 360 casas. Também poderia suprir dois anos de gastos com medicamentos básicos na saúde – o que estão faltando nos postos e unidades de saúde.

Do Irritante:

Você está pronto Gustavo, para levar junto com o Salamuni um baita de um pé na bunda da população curitibana em 2 de outubro. Nem com tanta propaganda, Fruet não ilude mais ninguém. A administração é pífia demais. Gustavo tem de torcer muito que no meio da campanha deste ano, a Odebrecht não o inclua  ainda mais na delação premiada sobre os repasses para a eleição de 2012.

Juiz nega liminar a Requião e candidatura do filho fica sub judice em Curitiba

requiao_filho_judice
Grupo do ex-governador Pessuti por enquanto atrasa o sonho (ou devaneio) de Requião Filho

O juiz João Luiz Manassés de Albuquerque Filho, da 1ª zona eleitoral de Curitiba, negou liminar a executiva estadual do PMDB e o diretório municipal, controlado pelo ex-governador Orlando Pessuti, vai realizar a convenção nesta sexta-feira, 5, às 15h, no Hotel Caravelle. O grupo deve escolher Luiz Santamaria Neto como candidato a prefeito e uma chapa de 50 vereadores. Desta forma, a candidatura do deputado Requião Filho está sob judice. O PMDB poderá ter dois candidatos a prefeito.

A suspensão da convenção, através de liminar. foi pedida pelo diretório estadual, controlado pelo senador Roberto Requião, presidente do partido no Paraná, e pai do deputado-candidato. “Há nitidamente discordância entre os envolvidos na vida interna partidária a respeito de quem seriam os filiados no exercício legítimo da direção do órgão municipal neste momento, cada um se entendendo lícito seu comando frente ao órgão municipal”, diz o despacho do juiz.

Segundo ainda o juiz, o presidente do diretório municipal, Doático Santos, apresentou no início do ano petição no diretório estadual
“buscando, entre outros pedidos, a determinação para o que partido proceda o registro de diretório municipal em Curitiba sob sua presidência eleito”.

“Dessa forma, sem entrar em detalhamento sobre a validade de uma ou outra convenção, ou a legitimidade de um ou outro órgão municipal partidário, apenas em razão da irreversibilidade da medida caso suspensa a realização do ato marcado para amanhã diante a proximidade do encerramento do prazo eleitoral para a escolha de candidatos, indefiro o pedido liminar de suspensão de realização da convenção”, completa o despacho do juiz Albuquerque Filho.

Na reta final do impeachment, Dilma vem à República de Curitiba trazer repulsa e confusão

dilma_curitiba
Com a estrutura que ainda detêm como presidente afastada, Dilma vem provocar curitibanos

A quase ex-presidenta Dilma Rousseff (PT), agora envolvida até os cabelos nas maracutaias dos repasses das suas campanhas milionárias de 2010 e 2014, devidamente confessadas em juízo pelo seu ex-marqueteiro João Santana, juntamente com sua esposa, Mônica Requião (parente do Senador Mamona), irá dar o ar da desgraça em Curitiba no próximo dia 8 de agosto.

Santana e Mônica foram soltos após confessarem que receberam de caixa dois US$ 4,5 milhões. O casal pagou de fiança R$ 31 milhões para responderem o processo junto à Justiça Federal de Curitiba em liberdade.

Enquanto acontecem as Olimpíadas no Rio de Janeiro e o processo do impeachment vai chegando na reta final no Senado, após o relatório do senador Anastasia (PSDB), Dilma viaja com o dinheiro do povo fazendo campanha que seu afastamento é um “golpe” das “zelites” direitistas.

No início desta semana uma tenda circense foi erguida na Praça Santos Andrade em frente a UFPR – porque todo petista ladrão, mal intencionado ou simplesmente burro adora de fazer o cidadão comum de palhaço – denominado “Circo da Democracia” para discutir as diferenças dos processos de afastamento de Dilma e de Fernando Collor de Mello (1992).

Batendo no mesmo mantra zumbi do “golpe” e desprezando a Operação Lava Jato de combate à corrupção por atingir em cheio o partido mais corrupto da história brasileira, os esquerdistas querem com a presença da ex-presidenta, incentivar ainda mais o repúdio das pessoas de bem da República de Curitiba.

O fiasco e a corrupção petista e sua sentença final será uma oportunidade única de mostrar através dos jornalistas que cobrem as Olimpíadas, a desgraça que o PT foi para ao Brasil nos últimos anos.

Com indiciamento de Paulo Bernardo, PT deve fazer campanha minguada em Curitiba

vanhoni_josete
Tadeu Veneri está preocupado com a condição financeira da campanha petista

Com o indiciamento do ex-ministro Paulo Bernardo pela Polícia Federal na operação Custo Brasil, acusado de receber repasses da Consist quando Ministro da Previdência, o PT de Curitiba terá que fazer uma campanha minguada nestas eleições.

O advogado das campanhas petistas, Guilherme Gonçalves, que também foi preso pela mesma operação, nestas eleições poderá ser coordenador financeiro oculto devido seu nome estar comprometido com o caso. A Operação Lava Jato e as novas regras eleitorais endureceram a possibilidade das candidaturas amealharem vultuosos repasses de empreiteiras e empresas.

O deputado estadual Tadeu Veneri (PT), segundo próximos, está preocupado com os baixos valores que o partido terá que trabalhar nestas eleições. Ele será o candidato de Lula e Dilma para a prefeitura da capital paranaense. O ex-deputado federal Angelo Vanhoni (PT), se propôs a sair candidato a vereador para tentar melhorar a imagem do PT em Curitiba e atrair pesados doadores de campanha sem os costumeiros moldes de caixa 2.

Consequentemente, poderá abaixar a cotação eleitoral da vereadora Professora Josete (PT) e sua chance de mais quatro anos na Câmara Municipal. Ela é da ala radical do PT chamada Democracia Socialista (DS). Vanhoni pertence ao Campo Majoritário, a ala de Lula, de André Vargas (atualmente preso) e do ex-senador Delcídio do Amaral.

Vanhoni é conhecidamente um petista muito mais articulado por ser um ex-parlamentar federal e menos atrelado aos ideais partidários. E muito menos xiita que a colega de partido.

Petista sobe em poste e morre eletrocutado no evento de Dilma em Sergipe

petista_imbecil_morre

Um homem morreu eletrocutado durante a passagem da quase ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) pela cidade de Aracaju, no Sergipe. A vítima despencou de um poste de quatro metros de altura enquanto subia tentando ver melhor a presidente afastada que participava de um ato contra o presidente interino Michel Temer e a favor da roubalheira petista. A tragédia foi registrado via câmeras de celular e divulgado nas redes sociais.

Note que os partidários estavam tão ansiosos em ver a ex-presidenta que mal fizeram escândalo para chamarem os bombeiros e retirarem o homem antes que o pior acontecesse.

O homem não identificado tinha certa de 20 anos chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo foi recolhido para o IML da capital sergipana.

Moral da história: O petismo misturado com mortadela causa retardo mental e mata!!!

Assista o que um imbecil é capaz de fazer:

Em Curitiba, Colnaghi dos animais apoia Fabiane Rosa

fabiane_colnaghi
Se por um lado Fabiane Rosa joga com os adversários de Fruet, Colnaghi costura ataques

O diretor da Rede de Proteção Animal de Curitiba, Paulo Colnaghi, que até assumir o cargo não sabia a diferença entre um viralata e um poodle, entrou de corpo e alma na campanha de Fabiane Rosa, do PSDC, e vai comprar briga com os vereadores Cacá Pereira e José Carlos Chicarelli.

Colnaghi está fazendo campanha pesada entre os militantes da causa animal, pedindo votos para a pré-candidata e falando mal dos parlamentares adversários. Olha que o período de campanha eleitoral só inicia no dia 16 de agosto. Colnaghi é conhecido por ser o rei da “balela”. Ele gosta de falar pelos cotovelos e inventar factoides.

Por esse motivo ele foi demitido do Instituto Municipal de Turismo após a Copa do Mundo, quando desenhou um panorama diferente do que acontecia na época. Nem mesmo o prefeito Gustavo Fruet (PDT) aguentou a verborreia do ajudante e o levou para o exílio, onde aparecesse pouco e não comprometesse o governo dele.

Em uma eventual nova gestão de Fruet, Colnaghi não terá a cadeira assegurada. Por esse motivo ele resolveu investir pesado em Fabiane. Para tentar garantir um novo lugar ao sol.